domingo, 20 de outubro de 2019

A importância da manutenção de poços artesianos






Fique por dentro!!!

A importância da Manutenção de poços artesianos.

A manutenção de poços artesianos é um serviço realizado por empresas especializadas em poços artesianos, seja em caráter de prevenção ou de correção. O procedimento de revisão de reservatório artesiano visa o aperfeiçoamento para abastecimento contínuo de qualidade.
AS VANTAGENS DA MANUTENÇÃO DE POÇOS ARTESIANOS DE QUALIDADE
O perfeito funcionamento dos poços artesianos está intimamente ligado a um cuidado em específico para o qual o utilizador do poço artesiano deverá atentar-se: os períodos de revisão da obra como um todo. A manutenção de poços artesianos realizada corretamente acarreta benefícios tais como prolongamento da vida útil, diminuição de consumo de energia, minimização da depreciação de materiais e equipamentos, aumento da produtividade de recursos, racionalização de trabalho de equipes, padronização de equipamentos e materiais e diminuição de estoques.
manutenção de poços artesianos corretiva age visando a solução de uma possível interrupção no recebimento dos recursos hídricos. Empregada em caráter preventivo age para revisar e analisar a performance do conjunto em sua totalidade para evitar qualquer circunstância anormal que possa comprometer sua utilização.
Dentre as principais motivações da manutenção, encontram-se as obstruções de filtros, a deterioração da estrutura do poço, a produção de areia e defeitos nos dispositivos de bombeamento. A estas ocorrências passíveis de manutenção de poços artesianos denominam-se problemas mecânicos. Outro grupo de ocorrências são os problemas hidráulicos, que comprometem a produção de água, assim como a vazão adequada de bombeamento.
Quando é efetuada a manutenção de poços artesianos, as causas regularmente encontradas são: interferências de poços análogos, obstruções das zonas fraturadas e seções filtrantes, taxa de bombeamento superior à taxa de recarga do aquífero e superbombeamento.  
Outro aspecto de válida observação reside nos problemas relacionados à qualidade da água; problemas de incrustação e corrosão no aquífero, no poço e sistema de bombeamento, e são causados por características incrustantes e corrosivas da água subterrânea, ou por alterações nos aspectos físico-químicos e bacteriológicos da água.
Vale ressaltar que o tipo de perfuração interfere no tipo de manutenção de poços artesianos a realizar.
H2o online realiza plenamente todos os serviços que se destinam a manutenção de poços artesianos. Operando em poços artesianos desde seu projeto até a concretização de sua perfuração, construção, limpezas químicas ou mecânicas, análise de qualidade da água, testes de vazão, manutenção de poços artesianos, seja ela preventiva ou corretiva, assistência técnica para reparo de componentes, venda de equipamentos novos, assim como o fornecimento de gestão documental para o processo de obtenção de licenças e outorgas frente aos órgãos competentes.

domingo, 6 de outubro de 2019

Fique por dentro!! O que é superfície terrestre?




Saiba Mais!!!

O que é superfície terrestre?
A superfície terrestre envolve uma interposição entre litosfera, hidrosfera e atmosfera, oferecendo condições para a formação da biosfera.
A superfície terrestre corresponde à porção mais externa da crosta terrestre, é o lugar onde o ser humano habita e manifesta a suas atividades. A sua porção continental, isto é, a sua localização acima do nível dos oceanos é chamada de terras emersas, e sua porção oceânica é chamada de terras imersas, que ocupam 71% de toda a sua área.
Ao contrário do que muitos pensam, a ciência que estuda a superfície terrestre não é a Geografia. Na verdade, essa é apenas uma entre as diversas áreas do conhecimento que procuram compreender essa dimensão da Terra, cada uma com a sua respectiva abordagem.
Entre várias abordagens sobre a superfície da Terra, cita-se várias concepções científicas, seja para representação em mapas (Cartografia), seja para a sua composição molecular (Química), seja para o estudo dos seres vivos que nela se manifestam (Biologia), ou até para compreender a sua estruturação e transformação pelas atividades humanas (Geografia), dentre várias outras possibilidades.
A superfície terrestre é resultante da interposição entre três camadas, a litosfera (porção sólida), a atmosfera (porção gasosa) e a hidrosfera (porção líquida). Juntas, essas camadas permitem a existência de uma quarta expressão sobre a camada superficial da Terra: a biosfera, onde se manifesta a vida.
Compreender a composição, bem como os processos de formação e transformação da superfície terrestre é de extrema importância para as atividades humanas, pois o seu conhecimento influencia ações de planejamento e reconstrução de espaços geográficos, vegetais, animais e outras manifestações externas.

terça-feira, 24 de setembro de 2019

Planeta Terra já está com déficit de recursos naturais em 2019.




Fique por dentro!!!

Planeta Terra já está com déficit de recursos naturais em 2019.

 Global Footprint Network, organização internacional fundada em 2003 que mede a pegada ecológica, divulgou um resultado bem preocupante nesta segunda (29). Isso porque ela diz que o planeta Terra alcançou o limite máximo de uso de recursos naturais que poderiam ser renovados sem prejuízos ao meio ambiente em 2019. 
Normalmente, com o tempo, a natureza é capaz de renovar os recursos naturais essenciais para a sobrevivência humana, tais como a água, minério, petróleo, entre outros. Todavia, com essa divulgação Global Footprint Network, acabamos entrando numa fase onde todos esses itens usados pela humanidade começarão a ficar cada vez mais escassos.
De acordo com Mathis Wackernagel, coinventor da pegada ecológica e fundador da Global Footprint Network, do modo atual, necessitamos de 1,75 Terra para continuarmos a sobreviver, de forma que, desde 1970, o nosso planeta azul começou a entrar em um déficit de recursos naturais, com a data-limite dele chegando de uma forma cada vez mais acelerado ano a ano.
A pegada ecológica, usada como “métrica” pela organização internacional, serve para contabilizar a quantidade de recursos naturais que são consumidos por uma pessoa ou uma população. Conforme o Global Footprint Network, a alta pegada ecológica está “voltando em forma de desflorestarão, erosão e perda de biodiversidade”, além de estar “levando a alterações climáticas e a secas, incêndios e furacões cada vez mais graves”.
(Fonte: canaltech)

sábado, 14 de setembro de 2019

O que é Inventário de Gases de Efeito Estufa?



Inventário de gases de efeito estufa!


Um Inventário de Emissões de Gases de Efeito Estufa permite o mapeamento das fontes de emissão de GEE de uma atividade, processo, organização, setor econômico, cidade, estado ou até mesmo de um país, seguida da quantificação, monitoramento e registro dessas emissões. Desde 2012, a CETESB está exigindo de diversos setores industriais a realização anual de inventário de gases de efeito estufa.
A partir de agora, este item passa a ser essencial para as empresas que pretendem renovar a licença de operação, além de funcionar como uma ferramenta poderosa de marketing e divulgação.
Nesse escopo, a H2O Soluções em Meio Ambiente desenvolve:
Desenvolvimento de Inventários de Gases de Efeito Estufa para indústrias, aterros sanitários, postos de combustível e outros setores empresariais nos padrões exigidos pela CETESB (NBR ISO 14.064-1; Protocolo GHG; IPCC – International Panel for Climate Change);
Mapeamento das emissões dentro dos processos produtivos, permitindo a identificação de fraquezas e o aperfeiçoamento da qualidade ambiental dos processos, gerando ganhos ambientais, econômicos e sociais;
Planos Climáticos de Ação para redução das emissões, através de propostas que se encaixem com a realidade e possibilidades da empresa;
Projeto, desenvolvimento e realização de Inventários de Gases de Efeito Estufa para cidades (em parceria com prefeituras), bairros, comunidades e quaisquer órgãos ou empreendimentos que queiram avaliar seu desempenho ambiental;
Acompanhamento da evolução quantitativa das emissões e dos resultados das medidas de mitigação a se implantar.

sábado, 7 de setembro de 2019

Qual a importância da manutenção de Poços Artesianos?




Qual a importância da manutenção de Poços Artesianos?


manutenção de poços artesianos é um serviço realizado por empresas especializadas em poços artesianos, seja em caráter de prevenção ou de correção. O procedimento de revisão de reservatório artesiano visa o aperfeiçoamento para abastecimento contínuo de qualidade.
O perfeito funcionamento dos poços artesianos está diretamente ligado a um cuidado em específico para o qual o utilizador do poço artesiano deverá atentar-se: os períodos de revisão da obra como um todo. A manutenção de poços artesianos realizada corretamente traz benefícios, tais como, prolongamento da vida útil, diminuição de consumo de energia, minimização da depreciação de materiais e equipamentos, aumento da produtividade de recursos, racionalização de trabalho de equipes, padronização de equipamentos e materiais e diminuição de estoques.
manutenção de poços artesianos corretiva age visando a solução de uma possível interrupção no recebimento dos recursos hídricos. A manutenção de poços artesianos feita em caráter preventivo age para revisar e analisar a performance do conjunto em sua totalidade para evitar qualquer circunstância anormal que possa comprometer sua utilização.
Dentre as principais motivações da manutenção, encontram-se as obstruções de filtros, a deterioração da estrutura do poço, a produção de areia e defeitos nos dispositivos de bombeamento. A estas ocorrências passíveis de manutenção de poços artesianos denominam-se problemas mecânicos. Outro grupo de ocorrências são os problemas hidráulicos, que comprometem a produção de água, assim como a vazão adequada de bombeamento.
Quando é efetuada a manutenção de poços artesianos, as causas regularmente encontradas são: interferências de poços análogos, obstruções das zonas fraturadas e seções filtrantes, taxa de bombeamento superior à taxa de recarga do aquífero e superbombeamento. Outro aspecto de grande observação reside nos problemas relacionados à qualidade da água; problemas de incrustação e corrosão no aquífero, no poço e sistema de bombeamento, e são causados por características incrustantes e corrosivas da água subterrânea, ou por alterações nos aspectos físico-químicos e bacteriológicos da água. Vale ressaltar que o tipo de perfuração interfere no tipo de manutenção de poços artesianos a realizar.

quinta-feira, 22 de agosto de 2019

Como anda a relação do homem com a natureza?





Como anda a relação do homem com a natureza?

 A relação Homem-Natureza é uma das mais contraditórias que existem, pois ao mesmo tempo que o homem necessita da natureza a destrói com os seus processos industriais. A mesma natureza que oferece matérias-primas para as indústrias criadas pelo homem é aquela que é agredida pelos processos industriais.
O homem entende que os processos industriais existem para gerar empregos, desenvolvimento, conhecimento e uma vida melhor para as pessoas. O grande problema está no fato de que o homem se afastou bruscamente do mundo natural. A partir do momento em que a natureza passa a desaparecer e se revoltar o homem tem um sério problema.
Podemos dizer que o mais curioso das relações Homem-Natureza está no fato de que todos os dias os homens contaminam a água que precisam para sobreviver, o ar que respiram, acabar com o solo do qual provém os seus alimentos enfim sabotar a sua própria sobrevivência.
Cada vez que o homem destrói a natureza está na verdade destruindo a si mesmo e aos seus descendentes. Sem a natureza o homem não pode sobreviver, pois é impossível viver num mundo em que não se pode respirar ou no qual não há água, por exemplo.
Um dos principais problemas que afetam a relação Homem-Natureza é com certeza o elevado índice de consumo e industrialização que foi sendo alavancado com o passar dos anos. Conforme o tempo vai passando vão sendo esgotados inúmeros recursos que a Terra levou milhões de anos para compor.
Grande parte dos desastres naturais que estão destruindo cidades inteiras são causados pela ação do homem e não somente pela natureza. Em geral a natureza é definida como sendo violenta, porém, ela somente mostra a sua pior face por que já foi muito agredida pelo homem.
Os processos industriais criados pelo homem atuam sobre o meio ambiente transformando-o através da poluição da água, do ar, do solo, da destruição de florestas e redução dos ambientes naturais. Hoje em dia existem muitas pessoas que nunca estiveram em contato com o mundo natural.
Isso acaba com o equilíbrio de interação entre os seres do planeta. Esse afastamento reduz a importância do instinto do homem, da sua emoção e espontaneidade na interação com a chamada natureza. Atualmente, existe uma consciência maior de que é necessário intervir nesses processos industriais na busca por uma relação mais harmônica entre o homem e a natureza.
Porém, mesmo havendo essa consciência ainda é difícil observar ações concretas que realmente tenham como objetivo prático priorizar a natureza em detrimento do crescimento da produção da indústria. Os discursos não são coerentes com o que se vê na prática e mesmo sendo urgente pensar num sistema de produção mais sustentável não existem ações que caminhem para isso.
Parece que mesmo todos vendo essa desarmonia na relação Homem-Natureza o processo de degradação só faz aumentar em todo o mundo.
O consumismo é um elemento que contribui e muito para essa relação desigual e perigosa. É sempre bom lembrar que os recursos naturais em geral não são renováveis.
Vamos cuidar da natureza enquanto ainda temos tempo.

segunda-feira, 19 de agosto de 2019

Qual a importância da manutenção de poços artesianos?





Qual a importância da manutenção de poços artesianos?

manutenção de poços artesianos é um serviço realizado por empresas especializadas em poços artesianos, seja em caráter de prevenção ou de correção. O procedimento de revisão de reservatório artesiano visa o aperfeiçoamento para abastecimento contínuo de qualidade.
AS VANTAGENS DA MANUTENÇÃO DE POÇOS ARTESIANOS
O perfeito funcionamento dos poços artesianos está intimamente ligado a um cuidado em específico para o qual o utilizador do poço artesiano deverá atentar-se: os períodos de revisão da obra como um todo. A manutenção de poços artesianos realizada corretamente acarreta benefícios tais como prolongamento da vida útil, diminuição de consumo de energia, minimização da depreciação de materiais e equipamentos, aumento da produtividade de recursos, racionalização de trabalho de equipes, padronização de equipamentos e materiais e diminuição de estoques.
A manutenção de poços artesianos corretiva age visando a solução de uma possível interrupção no recebimento dos recursos hídricos. A manutenção de poços artesianos empregada em caráter preventivo age para revisar e analisar a performance do conjunto em sua totalidade para evitar qualquer circunstância anormal que possa comprometer sua utilização.
Dentre as principais motivações da manutenção, encontram-se as obstruções de filtros, a deterioração da estrutura do poço, a produção de areia e defeitos nos dispositivos de bombeamento. A estas ocorrências passíveis de manutenção de poços artesianos denominam-se problemas mecânicos. Outro grupo de ocorrências são os problemas hidráulicos, que comprometem a produção de água, assim como a vazão adequada de bombeamento.
Quando é efetuada a manutenção de poços artesianos, as causas regularmente encontradas são: interferências de poços análogos, obstruções das zonas fraturadas e seções filtrantes, taxa de bombeamento superior à taxa de recarga do aquífero e super bombeamento. Outro aspecto de válida observação reside nos problemas relacionados à qualidade da água; problemas de incrustação e corrosão no aquífero, no poço e sistema de bombeamento, e são causados por características incrustantes e corrosivas da água subterrânea, ou por alterações nos aspectos físico-químicos e bacteriológicos da água. Vale ressaltar que o tipo de perfuração interfere no tipo de manutenção de poços artesianos a realizar.

Proxima  → Página inicial